Deicide

image

Formados em Tampa, Flórida, em 1987, a banda inicialmente chamava-se Carnage. Quando Glen Benton uniu-se a banda, o nome mudou para Amon. Durante o tempo em que tocaram com este nome, eles lançaram duas demos: Feasting the Beast (1987) e Sacrificial (1989).

Em 1989 adotaram o nome definitivo devido a pressões da Roadrunner Records, pois Amon era o nome de uma casa citada no álbum “Them” de King Diamond.

O grupo era originalmente formado por Glen Benton (vocal e baixo), Eric Hoffman (guitarra), Brian Hoffman (guitarra) e Steve Ashein (bateria). Esta formação permaneceu intacta até 25 de Novembro de 2004, quando Glen Benton divulgou oficialmente que os irmãos Hoffman não mais fariam parte da banda devido ao fato de eles terem por diversas vezes cancelado e debandado shows por questões pessoais.

A banda vem sofrendo ameaças e violência ao longo do tempo. Estes fatos ocorrem, em muitas vezes, devido à filosofia adotada pela banda, o fato de defenderem o extermínio das religiões, letras satânicas e ácidas, bem como os boatos que envolvem sacrifícios de animais durante os seus shows. O sucesso da banda perante os fiéis fãs, contudo, não é abalado. O vocalista da banda, Glen Benton, afirmava que iria cometer suicídio aos 33 anos durante um show, no entanto, atualmente diz que foi mal interpretado, e que não foi exatamente isso que teria dito.Em Junho de 1990, foi lançado o primeiro álbum da banda pela Roadrunner Records, também intitulado “Deicide”, marcando o surgimento da banda com a melhor impressão possível. Em 1992 foi lançado o segundo álbum, chamado “Legion”, considerado pelos críticos de música um dos álbuns mais satânicos da história. Três anos mais tarde, era lançado “Once Upon the Cross”, repleto de imagens fortes, a começar pela capa e mantendo as características anteriores. Em 1997 a banda lançou o excelente “Serpents of the Light”, assim como os álbuns anteriores, produzido por Scott Burns, mostrando a preocupação da banda em manter sua sonoridade característica.Em 1998, mais de dez anos após a formação da banda, finalmente é lançado um registro oficial ao vivo, “When Satan Lives”.

Após um longo período sem gravações inéditas, finalmente, em 2000, sai “Insineratehymn”, e em 2001, “In Torment in Hell”.

Lançam o álbum Scars of the Crucifix em 2004 que tem um desempenho melhor que seus cds anteriores.

Depois de 17 anos com a formação original, Glen Benton tira os irmãos Hoffmann da banda, alegando estarem cancelando muitos shows. Ele chama Jack Owen (que havia saído do Cannibal Corpse) e Dave Suzuki (ex-Vital Remains) para as guitarras. Este último sai no ano seguinte dando lugar a Ralph Santolla (ex-Iced Earth e Death) e logo sai mais um disco: The Stench of Redemption (2006). O álbum foi o melhor da década, muito bem recebido pelos fãs e crítica. Também gravaram um video para a música Homage For Satan, reproduzido milhares de vezes na internet, caindo no gosto de seus apreciadores.

Já em 2007 Ralph é demitido do grupo. Depois volta, grava sessões para o cd conseguinte, mas sai novamente e junta-se ao Obituary. Kevin Quirion (Council of the Fallen) é chamado em seu lugar.

Em 2008, lançaram o álbum “Till Death Do Us Part”, que vendeu 2900 cópias nos Estados Unidos na primeira semana.

O Deicide embarcou na “God is Dead – To Hell With God Tour” em fevereiro/março de 2011 para divulgar seu novo álbum To Hell with God, com as bandas Belphegor, Blackguard, Neuraxis e Pathology.

1990 Deicide
1992 Legion
1995 Once Upon the Cross
1997 Serpents of the Light
2000 Insineratehymn
2001 In Torment in Hell
2004 Scars of the Crucifix
2006 The Stench of Redemption
2008 Till Death Do Us Part
2011 To Hell with God