Comando Nuclear

Imagem

Energia e nostalgia. Esses são os dois elementos mais presentes na música feita pelo Comando Nuclear, banda brasileira de heavy metal. Com letras em português e espírito old school, a banda apresenta uma proposta musical calcada no metal dos anos oitenta, abusando da sonoridade pesada e do visual retrô. Formada em 2004, a banda atualmente conta com Ron Cygnus nos vocais, Filippe Lawmaker nas guitarras, Rodrigo Exciter no baixo e Guilherme Incitatus na bateria.

Seu debut ‘Batalhão Infernal’ foi lançado em 2006. O álbum teve ótima aceitação pelos aficcionados por metal old school e pela mídia especializada, recebendo excelentes críticas. A tour de divulgação foi extensa, com mais de cinquenta shows pelo Brasil, do sul ao nordeste do país. Durante esse período, o Comando Nuclear teve a oportunidade de dividir o palco com grandes nomes da música pesada mundial como Possessed, Tankard, Omen, Toxic Holocaust, Krisium, Torture Squad, Golpe de Estado, Made in Brazil, Stress, Taurus, Salário Mínimo, Harppia e muitos outros, além de ótimas bandas do cenário underground nacional.

Após esse período, a banda entra de cabeça na gravação do seu novo álbum. Mais experiente, soa cada mais coesa e profissional, porém sem perder as características que sempre estiveram presentes em sua sonoridade e postura, mantendo a identidade do grupo.

Albuns de estúdio:

Batalhão Infernal (2006)

Guerreiros da Noite (2011)

Harppia

Surgido em 1985 sob a onda do Rock in Rio, o Harppia gravou seu primeiro álbum, chamado A Ferro e Fogo, nesse mesmo ano. Em 1987, veio o álbum 7 . Um novo LP viria somente em 1997, o Harppia’s Flight, considerado por muitos como o melhor trabalho do grupo. O grupo teve várias formações ao longo dos anos e atualmente conta em suas fileiras com Tibério Luthier(bateria), Aya Mae (guitarra), Anderson Bosco (baixo) e Regis Madman (vocal).

Virada Cultural e Brasil Heavy Metal

Em 2008, gravou um DVD registrando o seu show ao vivo diante de 50.000 pessoas na Virada Cultural daquele ano. Em 2011, a banda contribui com uma canção na trilha sonora do documentário Brasil Heavy Metal, sendo que seu ex-vocalista, Jack Santiago, ainda participou junto com outros artistas da gravação da música-tema do filme.

Albuns de estudio:

A ferro e fogo (1985)

7 (1987)

Harppia’s Flight (1997)

Azul Limão

ImageBanda formada em 1981, no Rio de Janeiro por Vinícius Mathias (baixo), Marcos Dantas e Beto Martins (guitarras) e Sales (bateria). Esta foi a primeira formação do Azul. No meado de 1982 a banda resolve dar um tempo por não conseguir vocalista fixo e constante troca de baterista.

Marcos Dantas decide reagrupar o Azul Limão junto com o vocalista Rodrigo Esteves e conseguem estabilizar sua formação chamando Ricardo Martins (bateria) e novamente, Vinícius Mathias (baixo).

No começo de 1983, a banda lança sua primeira demo, conseqüência disso, shows com mais freqüência. A segunda demo sai também em 1983, onde se destaca a música “Não vou mais falar”, que entra na programação da extinta Rádio Fluminense FM.

O exótico e estranho nome da banda facilitou na divulgação, pois não havia explicação para tal.

No final de 1984, pelo selo B.B. Records, estiveram prestes a lançar um compacto com as músicas “Satã clama metal” e “Sangue frio”, mas o disco não saiu.

Em agosto de 1986 lançam o primeiro álbum chamado Vingança, pelo selo Heavy. Ainda que cantado em português, o disco chegou a ser mencionado em algumas revistas estrangeiras como: Kerrang e Metal Hammer.

Em 1987, pelo selo Point Rock, gravam seu segundo disco chamado “Ordem e Progresso”. Em setembro do mesmo ano, Ricardo Martins deixa o grupo para dedicar-se a projetos particulares, sendo substituído pelo grande baterista paulista Alexandre Reis.

Nos anos 90, a banda acaba em função profissional de Rodrigo Esteves, grande cantor lírico que vai dar seguimento ao seu trabalho na Europa.

Atualmente, a banda se reúne eventualmente para fazer shows quando Rodrigo Esteves vem ao Brasil.

Em agosto de 2007, Rio de Janeiro e São Paulo presenciaram esse magnífico evento, uma espécie de túnel do tempo. Os shows comemoraram o relançamento em cd do álbum “Vingança” pelo selo alemão Dies Irae. Com uma enorme receptividade, fãs de todas as idades puderam curtir esse marco histórico do metal nacional e o Azul Limão mais uma vez mostrou que Rock’n’Roll não tem idade, está no sangue, na alma, algo que vem de dentro pra fora.

Albuns de estudio:
Vingança (19986)

Maldita

image

Maldita é uma banda carioca de metal industrial formada em meados de 2001 por erich.

Erich Mariani que produzia filmes de terror caseiros, juntamente com tarso, passou então a manifestar suas mensagens na música. a banda inicialmente chamava-se Malachi, em homenagem ao personagem de stephen king, e tinha influência de bandas como Skinny Puppy, nine Inch Nails, Metallica e sua maior inspiração Faith no More.

Em 2003, enquanto preparavam sua primeira demo, o baixista Magrão entra na banda, e no final daquele mesmo ano, Vidaut e Leo Osborne, que trabalharam na produção da demo, também ingressaram na banda. a partir daí a banda foi re-batizada como maldita.

A banda passa a se apresentar com maior freqüência e consegue um contrato com o selo Nikita, gravando seu primeiro álbum e três videoclipes. Nesse período tarso abandona a banda, entrando o guitarrista Lereu em maio de 2005, com a tarefa de substituir tarso em dois shows super importantes nestes primeiros passos da banda. Um no circo voador abrindo show do Ratos de Porão numa sexta-feira 13 e outro na semana seguinte, este sendo lançamento do seu disco de estréia mortos ao amanhecer.

A banda rapidamente ganhou espaço dentre os adeptos de som pesado e sombrio. Ganhando também notoriedade dentre os grandes nomes além de diversas aparições na MTV Brasil onde lançaram “o homem com rosto cortado” e tiveram o reconhecimento aumentado em grande fatia após o lançamento do clipe de “anatomia”, que ainda hoje é seu maior hit. a maldita encerrou o ciclo do mortos ao amanhecer com uma chuva de sangue em uma super produção no clipe de “estrela de fogo”.

Em 2007 a maldita rompe com o selo Nikita e segue trilhando seu caminho sozinha como banda independente, e foi quando, as vésperas da gravação de seu mais novo filho, o disco “paraíso perdido”, o guitarrista luis deixa a banda. Lereu, então, fica incumbido de fazer o papel sozinho, mas a banda não sentiu a saída de Luis. Ganhando ainda mais corpo e conjunto. Assim, seguiram-se as gravações do “paraíso perdido” produzido por Pedro Burckauser, na época, seu operador de som. E assim seguiu a banda até seu lançamento em julho de 2007. Trazendo consigo um respeito enorme dentre os críticos e novas ideologias para uma nova época. E isto é percebido no clipe de estréia “embaixadores da carne de amanhã” com uma forte compilação de imagens de guerra. Em seguida a maldita surpreende a todos com o lançamento de um clipe documentário. Rodado na comunidade da rocinha. O clipe de “bastardos da américa”, mostra como é difícil manter uma banda de rock dentro de uma favela, devido a cultura ser voltada para outros estilos musicais e claramente pela falta de poder aquisitivo para a compra de equipamentos.

Este ano foi marcado também pelo convite feito para a maldita abrir os dois shows de Marilyn Manson no brasil. nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Um fato curioso é que no show do Rio de Janeiro, o vocalista Erich subiu no palco portando uma réplica de um fuzil assustando até mesmo a segurança do evento. E em seguida, no show de São Paulo, Erich o fez novamente. Após as apresentações, Erich era capa de vários jornais e foi intimado a apresentar-se com a tal réplica a uma delegacia de polícia no rio de janeiro. Com tudo esclarecido, o vocalista foi liberado sem maiores problemas.

A Maldita seguiu em frente fazendo grandes shows por todo o brasil. e nos maiores festivais independentes, sempre com grande prestígio por suas conquistas como banda independente e adepta de uma música e idéias difíceis de serem digeridas.

No ano de 2009, a banda prepara-se para gravar seu novo disco, Nero. Desta vez quem assina a produção do disco é Stanley Soares, produtor de dois discos da banda brasileira de metal “sepultura” e também seu operador de som. Com esta parceria a Maldita corre agora em busca de sonoridade e de um grande nome dentro de seu gênero para guiá-los até um passo maior. Neste meio tempo, por razões ainda não muito esclarecidas, o tecladista Leo Osborne resolve deixar a banda, as vésperas do início das gravações do novo.

A banda ensaia arduamente suas novas composições e paralelamente a isto prepara-se para sua primeira turnê gringa. Em maio a Maldita parte para Europa onde faz uma bateria de 11 shows na Holanda e 1 na Bélgica. Conquistando novos fãs e admiradores desta vez, fora do brasil. E mantém viva a esperança de retornar com um disco em inglês.

Na volta pra casa, enfim, começam as gravações do Nero, sendo conciliadas com as viagens de seu produtor Stanley e com os próprios shows da Maldita como aconteceu no festival Maquinaria. Talvez este o maior momento da banda ao dividir as atenções com sua banda favorita Faith no More, Jane’s Addiction, Deftones, Sepultura e outros. Com isso o disco passou por alguns atrasos, mas nada que influencie na produção do mesmo. Pelo contrário, o disco foi cuidadosamente elaborado e veio com uma cara totalmente nova. Assim como os dois álbuns anteriores. Também muito distintos.

Álbuns de estúdio :

Mortos ao amanhecer 2005
Paraíso Perdido 2007
Nero 2010
Montagem 2012

Link do site oficial na página de download www.bandamaldita.com.br/audio.php#anc-audio

Confraria da Costa

Confraria da Costa, firme e forte nas raízes do tradicional rock n´roll do século XVI.O rock pirata vem passando de navio em navio, geração após geração, desde 1572 (setentista!).

Não se sabe exatamente em qual costa o moviento começou, mas há relatos de representantes da Confraria em Curitiba, Paraná (apesar da ausência total de costa).

Graças aos novos adventos da tecnologia, algumas músicas puderam ser passadas para o formato de cd, que foi lançado em 2010.

Manda a tradição que o som deve ser sempre acompanhado de rum.

Banda de piratas muito boa, usam Violino, Bandolin, instrumentos que geralmente as bandas não usam e assim eles conseguem  fazer um som bem diferente do que estou acostumado a ouvir. A banda pertence a cena underground de Curitiba, antigamente conhecidos por Gato Preto mudaram de nome e lançaram um CD em 2010.

Site Oficial: http://www.confrariadacosta.com.br

Link para download do album: http://confrariadacosta.com.br/cancoesr

Taurus

image

A banda surgiu em 1985 no Rio de Janeiro. Seu primeiro LP, chamadado Signo de Taurus, foi lançado em 1986. Os álbuns seguintes foram cantados em inglês. Em 1988, lançaram o segundo álbum, Trapped in Lies e o terceiro, Pornography, veio em 1989. Em 2010, lançaram seu quarto álbum, novamente cantado em português, Fissura. Ao contrário de outras bandas, o Taurus teve poucas mudanças ao longo dos anos. Da formação original que contava com Otávio Augusto (vocal), Jean (Baixo), Cláudio Bezz (guitarra) e Sérgio Bezz (bateria), apenas Jean não permaneceu, sendo substituído por Jeziel.

Brasil Heavy Metal

Em 2011, a banda contribui com uma canção na trilha sonora do documentário Brasil Heavy Metal, sendo que Otávio Augusto ainda participou junto com outros artistas da gravação da música-tema do filme.

Álbuns de estúdio :

Signo de Taurus 1986
Trapped in Lies 1988
Pornography 1989
Fissura 2010