Thin Lizzy

ImageThin Lizzy é uma banda de hard rock da Irlanda, formanda em Dublin no ano de 1969. A banda foi liderada, ao longo de sua carreira, pelo cantor e compositor Phil Lynott, e são conhecidos por hits como “Whiskey in the Jar”, “Jailbreak” e “The Boys Are Back in Town”, todos sucessos internacionais tocados regularmente em estações de rádio especializadas em hard rock e rock clássico. Após a morte de Lynott, diversas encarnações da banda surgiram ao longo dos anos, que culminaram numa formação mais estável baseada em torno dos guitarristas Scott Gorham e John Sykes. Sykes abandonou a banda em junho de 2009.

Como líder do Thin Lizzy, Lynott compôs ou co-compôs a maior parte das canções da banda. Também foi um dos poucos negros a conseguir algum sucesso significativo no hard rock. Além de ser multirracial, a banda também se notabilizou por recrutar membros em ambos os lados da fronteira irlandesa (com membros nascidos na Escócia, Irlanda do Norte, Inglaterra e, ainda, Estados Unidos), e das comunidades católica e protestante da ilha. Sua música reflete uma ampla gama de influências, incluindo a country music, o rock psicodélico, a música irlandesa e a música tradicional folclórica daquele país; porém é classificada geralmente como hard rock ou, por vezes, heavy metal. A revista Rolling Stone descreveu a banda como “distintamente hard rock”, “muito distante da matilha zurrante de meados da década de 70”.

John Dougan, crítico do site Allmusic, escreveu que “como a força criativa da banda, Lynott era um compositor mais inteligente e perspicaz que muitos de sua classe, preferindo os dramas de amor e ódio cotidianos da classe operária, influenciado por Bob Dylan, Van Morrison, Bruce Springsteen e virtualmente quase toda a tradição literária irlandesa.” Van Morrison, Jeff Beck e Jimi Hendrix foram grandes influências durante o início da banda, e entre as influências posteriores estão os artistas americanos Little Feat e Bob Seger. Em maio de 2010 foi anunciado pelos remanescentes do thin lizzy um retorno com uma nova formação para 2011.

Albuns de estudio:

  • Thin Lizzy (1971)
  • Shades of a Blue Orphanage (1972)
  • Vagabonds of the Western World (1973)
  • Nightlife (1974)
  • Fighting (1975)
  • Jailbreak (1976)
  • Johnny the Fox (1976)
  • Bad Reputation (1977)
  • Black Rose: A Rock Legend (1979)
  • Chinatown (1980)
  • Renegade (1981)
  • Thunder and Lightning (1983)

Dorsal Atlântica

ImageA banda iníciou as atividades em 1981 quando esta tinha o nome de NESS e tocava covers de bandas de rock como por exemplo Ted Nugent, Kiss, Made In Brazil e Black Sabbath. Após esta fase, decidiram fazer sons próprios e mudaram para Dorsal Atlântica quando Carlos “Vândalo” Lopes abriu ao acaso uma enciclopédia e viu o nome Dorsal Atlântica e o adotou. A Dorsal Atlântica sempre teve um em suas músicas com letras densas e que retratam a realidade em temas diversos, problemas sociais, Carlos Lopes sempre se mostrou um ótimo letrista, conhecedor da história e de diversos assuntos.

A banda teve seu primeiro registro em um álbum split Ultimatum em 1984, com a banda Metalmorphose, outra banda carioca de heavy metal, com quem tinham uma forte amizade. Nessa época faziam um som mais calcado no heavy metal tradicional com influencias de speed metal, músicas cantadas em português com letras marcantes, como “Império de Satã” (ao contrario do que se pensa por aí não aborda satanismo, e sim a situação política do Brasil), “Princesa do Prazer” e “Armagedom”.

Em 1986 Dorsal Atlântica lança o álbum Antes do Fim, seu primeiro álbum exclusivo com mais influencias de hardcore punk, a filosofia da banda era unificar metal, punk e hardcore, sonora e ideologicamente, e foi possivelmente a primeira banda a fazer isso abertamente na América Latina. Com som do metal, as letras punks, e as linhas de vocais hardcore, o Antes do Fim foi um pioneiro no metal extremo brasileiro, um disco de death metal fortemente influenciado por bandas como Sodom, Celtic Frost,Hellhammer e Slayer. Músicas como “Caçador da Noite”, “Vorkuta”, “Joseph Mengele”, “Álcool” e “Morte aos Falsos” são consideradas clássicos do metal brasileiro.

Albuns de estúdio:

  • Ultimatum (1984)*
  • Antes do Fim (1986)
  • Dividir e Conquistar (1987)
  • Cheap Tapes from Divide and Conquer (EP) (1988)
  • Searching for the Light (1990)
  • Musical Guide from Stellium (1992)
  • Alea Jacta Est (1994)
  • Omnisciens (tributo) (1996)
  • Straight (1997)
  • Dividir e Conquistar / Searching for the Light (em CD)(1997)
  • Terrorism Alive / Ultimatum (2002)
  • Antes do Fim… Depois do Fim (2005)

System Of A Down

System Of A Down (SOAD) é uma banda de alternative/experimental rock formada em Glendale, Califórnia em 1995. É composta por Serj Tankian (Vocais, Teclados), Daron Malakian (Guitarra, Vocais), Shavo Odadjian (Baixo) e John Dolmayan (Bateria). São conhecidos pelas visões políticas e sociais que inserem nas letras de suas canções.

A banda usa uma grande variedade de instrumentos, incluindo guitarra barítona, mandolins elétricos, cítaras, violões de doze cordas entre outros instrumentos asiáticos. Suas principais influências são as bandas mais antigas de rock alternativo, mas eles também foram influenciados pelo heavy metal, punk rock, jazz, fusion, música folk da Armênia, rock, rock clássico, blues e industrial. Em 2006, entraram em hiato por tempo indeterminado, porém em 29 de novembro de 2010 a banda anunciou a sua volta.

Todo mundo fala que eles são New Metal, mas existe um video na internet que eles explicam que não fazem parte de nenhum gênero musical, eles apenas se intitulam System Of A Down. Malakian declarou que: “Nós não pertencemos a nenhuma cena”. De acordo com Tankian: “Para mim, System of a Down não é uma banda progressiva. […] Mas não é um típico projeto pop, obviamente. Nós definitivamente prestamos atenção à música para se certificar de que não é algo que alguém já ouviu antes”. A banda já usou uma grande variedade de instrumentos, incluindo o bandolim elétrico, guitarra barítono, guitarra acústica, ud, sitar e guitarra de doze cordas. As influências do grupo inclui músicas do Oriente Médio, Ozzy Osbourne, Dead Kennedys, Frank Zappa, Guns N Roses, Slayer, The Beatles e Van Halen. O seu estilo musical tem sido comparado ao de Zappa. Malakian afirmou que: “Eu sou um fã de música. Eu não sou necessariamente um fã de uma banda qualquer.”Dolmayan afirmou: “Eu não acho que soa como ninguém. Considero-nos o System of a Down.”Odadjian afirmou:” Você pode nos comparar com quem você quiser. Eu não me importo. Comparações e rótulos não tem efeito sobre esta banda. Fato é fato: nós somos quem nós somos e eles são quem eles são”.

 
Albuns de estúdio:

 
1998 – System Of A Down
2001 – Toxicity
2002 – Steal This Album!
2005 – Mezmerize
2005 – Hypnotize

Manowar

Pra começar, Manowar é foda…

A banda surgiu em 1980, quando o baixista Joey DeMaio, que fazia um projeto com o vocalista Ronnie James Dio, perdeu a parceria do mesmo, pois Dio fora chamado para atuar como vocalista da banda Black Sabbath, e assim DeMaio correu em busca de uma nova formação. O Manowar lançou o seu primeiro e clássico álbum Battle Hymns em 1982. A formação na época consistia em Eric Adams (vocal), Joey DeMaio (baixo) -ambos no grupo até hoje – além de Ross The Boss (guitarra, que permaneceu até o lançamento de Kings of Metal, 1988) e Donnie Hamzik (bateria, que gravou o primeiro álbum e só retornou em 2009). Scott Columbus assumiu as baquetas e permaneceu até 2008, embora não tenha gravado o disco The Triumph of Steel, gravado por Rhino que fez também atuações ao vivo entre 2008 e 2009.

A banda detém dois títulos no Guiness Book of Records, como o grupo que conseguiu atingir o som mais alto jamais tocado em palco (sendo o mesmo comparado ao som emitido pela turbina de um Boeing na altura de levantar voo); e o título de “Concerto Mais Longo”, com uma duração de cinco horas, na Bulgária, em 2008.

Em 2006, o grupo lançou o dvd The Day the Earth Shook – The Absolute Power, e em 2007 lançou o Live Kavarna, que contem mais de três horas de show, o mesmo adentrou ao Guiness Book. A banda quebrou depois, o seu próprio recorde, no concerto da Bulgária, que durou cinco horas e um minuto.

Atualidade

A banda prometeu gravar uma série de discos denominada “The Asgard Saga”, iniciando com Thunder in the Sky (2009). Em 2010, regravam o clássico de 1982, Battle Hymns, tendo esta regravação, a participação especial de Christopher Lee.O álbum foi renomeado como Battle Hymns MMXI.

Álbuns de estúdio

Battle Hymns (1982)

Into Glory Ride (1983)

Hail to England (1984)

Sign of the Hammer (1984)

Fighting the World (1987)

Kings of Metal (1988)

The Triumph of Steel (1992)

Louder than Hell (1996)

Warriors of the World (2002)

Gods of War (2007)

Battle Hymns MMXI (2010)

The Lord of Steel (2012).